nov 06 2013

Morre Pedro Scheid – Fundador da TURISCAR

Published by at 23:06 under Caravanismo no Brasil

Estamos consternados

Morreu hoje dia 06 de novembro de 2013 o Pedro Scheid !
Acredito que ele já havia de certa forma morrido depois de assistir falência da Turiscar que foi a maior industria de RV´s da América Latina.
Ficamos sem opções, e a escada evolutiva que possuia muitos degraus, agora só tem dois !
A barraca e o motor home !
Precisamos reconstruir esta escada para que tenhamos uma evolução mais suave.
Precisamos ter muitos modelos de Trailers neste espaço, Caravans, Eldorados, Brilhantes, Rubis, Diamantes, Imperiais e outros.
Foi Pedro Scheid certamente um grande visionário, lutou e investiu muito no mercado de Turismo sobre rodas.
Devemos muito à ele e lamentamos esta grande perda.
Roberto Sosinski
Sobre Pedro Scheid:

Seu Pedro; Seu Oscar e Seu OsvaldoPedro Scheid com o presidente Médici e o futuro presidente do país, o General João Figueiredo.Pedro Luiz Scheid Pedro Scheid no páteo da Turiscar em 1981Primeiro sketch de carroceria de trailer - 1963Áureos tempos da fábrica a todo o vapor
 Pedro Luiz Scheid foi o pioneiro na fabricação de trailers e motor-homes no Brasil e contou na entrevista de Andréa Pirajá, como tudo começou.
Scheid idealizou a fábrica em 1964 e em 1965 ela foi concretizada. Ainda em 1964, ele construiu o protótipo que foi exposto no salão do automóvel no Ibirapuera e que até hoje se mantém em excelente estado de conservação.Desde 1965 até 1983, Scheid exerceu o cargo de diretor-presidente da Turiscar. Naquele último ano ele vendeu todas as suas ações.
Nos momentos de descanso por volta de 1960, Scheid, que trabalhava na Varig, e sua esposa Toni, iam para a praia de Pernambuco no Guarujá. Como naquela época a praia era quase virgem, o casal praticava o camping selvagem e segundo ele era uma delícia.Um ponto negativo dessas viagens era a subida congestionada da Serra. Daí a idéia de construir um trailer onde o casal pudesse ficar acampado à noite e subir nas madrugadas de segunda feira sem trânsito.Na época falava-se na estatização da Varig e isto forçaria a saída de alguns funcionários. O vice-presidente da Varig, o comandante Bordini, sabia das intenções de Scheid e ofereceu sociedade na abertura da fábrica, onde Scheid dirigiria.Após voar para a Alemanha e visitar a fábrica de Knaus e com seus conhecimentos, arregaçou as mangas após voltar ao Brasil e começou a construir seu primeiro trailer.
A suspensão tipo Porshe, ele assimilou da Volkswagen. A carroceria “monocoque” era familiar dos tempos de professor de inglês técnico da Varig. Em todos os fins de semana na casa dos pais em novo Hamburgo, Scheid se dedicava inteiramente à construção de seu protótipo. Ele contou com a ajuda de dois marceneiros.Uma corrida contra o relógio se iniciou, pois começara a fabricar seu trailer em outubro e o salão do automóvel seria em fins de novembro.Imprevistos aconteceram. Com o entusiasmo da construção, ninguém percebeu que a porta da fábrica não comportaria a largura do trailer pronto. Não teria como sair sem destruir parte do escritório da firma. Então demoliram o muro dos fundos e saíram pelo terreno da vizinha, após o pagamento da indenização de todos os pés de aipim sacrificados da sua plantação.O caminhão levando o trailer só parou para reabastecimento e junto a dois motoristas, chegou a tempo da abertura do salão. O trailer já chegou com a marca Turiscar e foi um sucesso em termos de visitação, ao contrário das vendas. Em vista disso, Scheid lembrou-se do diálogo que teve com o Sr. Knaus na Alemanha:Sr. Knaus: -Sr. Scheid, diga-me. Quantos campings existem no Brasil?
Scheid: -Nenhum.
Sr. Knaus: -E quantas fábricas de barracas existem lá?
Scheid: -Não conheço nenhuma.
Sr. Knaus: -E o senhor tem coragem de fabricar trailers no Brasil? Que Deus o proteja!!No primeiro ano, Scheid conseguiu colocar 36 trailers nas revendas Volkswagen, que assumiram a revenda. No segundo ano, só conseguiu vender 18 trailers.Ele “agitou” o mercado organizando ralis para Bariloche, na Argentina, Santiago e Porto Montt, no Chile, Águas quentes, em Goiás, passando por Brasília, onde foi recebido pelo presidente Médici. Na frente do palácio, os 26 trailers alinhados e o presidente Médici os recebendo na rampa principal.Na foto abaixo, seu momento histórico: Pedro Scheid com o presidente Médici e o futuro presidente do país, o General João Figueiredo.
A turiscar começou a fabricar motor-homes em 1976 e no auge, a marca chegou a fabricar 73 trailers em um mês.
Pedro Scheid se afastou da Turiscar em 1983. de lá p’rá cá, a empresa foi caindo e fechou as portas perto do final de 1999.

No final da entrevista, Scheid fez uma comparação do mercado externo ao interno. Disse que não há comparação. Os americanos têm mais de 11 milhões de veículos de recreio e isso tende a crescer. O mercado interno não para de cair Devido aos “desincentivos”. Muitas fábricas fecharam, assim como as grandes: Turiscar e Karmann Ghia. Nos EUA, o veículo de recreio é encarado como moradia altamente ecológica e o imposto é menos de 1%.

Se nos EUA não houvesse trailers e motor-homes, milhões de hectares de mata seria destruída para dar lugar a tantas casas de veraneio.

Scheid fecha a entrevista dizendo que em termos ambientais, o veículo de recreação é altamente benéfico e satisfatório. Deixando no ar a alta potencialidade que o Brasil possui para o campismo e quantos benefícios poderiam surgir.

Um célebre funcionário da Turiscar que ajudou a construir o primeiro trailer e trabalhou por mais de 30 anos na linha de produção foi o seu Oscar. A foto mostra o profissional junto ao primeiro trailer que foi, anos depois, readquirido pela fábrica. O mesmo fora reformado após de três décadas e 60.000km de uso. Em todos os anos de trabalho, Seu Oscar diariamente era o primeiro a chegar e o último a sair do parque industrial. Simplesmente porque amava o seu trabalho e era extremamente competente. A empresa o chamava de: A personificação do espírito da Turiscar, por ter experiência, conhecimento, capacidade de trabalho e de se adaptar às últimas tecnologias de produção de trailers e Motor Homes.

Máteria retira do Macamp

No responses yet

Trackback URI | Comments RSS

Leave a Reply